Stress. Quando é hora de buscar ajuda profissional?

Pessoas que se apresentem com sintomas inespecíficos como irritabilidade, ansiedade, depressão, insônia, fadiga crônica, oscilação de peso, aumento de pressão arterial e infecções de repetição podem estar sofrendo as consequências de estresse crônico e, portanto, devem procurar ajuda médica.

Alguns especialistas norte-americanos da Universidade de Cincinnati estão desenvolvendo um teste para medir alguns marcadores que podem indicar estresse, apenas com um teste de sangue ou saliva. Poderia comentar o estudo? Apenas para dizer se é válido ou não citarmos na reportagem. Segue o link da pesquisa resumida: https://www.sciencedaily.com/releases/2019/05/190524113515.htm

Em uma visão rápida e preliminar, não vejo validade e robustez em medir os níveis de várias substâncias no sangue ou saliva, como cortisol, serotonina e catecolaminas, como ferramenta auxiliar no diagnóstico de estresse crônico. Primeiramente, essas substâncias apresentam elevações e descidas frequentes na corrente sanguínea em questão de minutos. Nesse contexto, portanto, medidas únicas e isoladas perdem totalmente o valor. Por fim, o diagnóstico de estresse crônico é facilmente identificado por médicos bem treinados numa simples e habitual rotina de consultório com seus pacientes, por meio de uma anamnese e exame físico detalhados e bem feitos.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Artigos recentes